O Colágeno

Como Utilizar o Colágeno no Dia a Dia

Atualizado em: 20/12/2019
Redação O Colágeno

O segredo da juventude pode não ter sido descoberto ainda, mas certamente ele está relacionado ao colágeno.

A substância, que é na verdade um grande conjunto de proteínas, é a maior responsável por manter a pele firme e com aspecto jovem.

Se a sua pele começa a ficar flácida, por exemplo, é sinal de que a produção dessa substância está diminuindo.

Mesmo sendo produzida naturalmente pelo organismo, o problema dessa proteína é que o seu nível diminui com o passar dos anos. Após os 25 a sua produção já diminui, o que se acentua aos 30 e, posteriormente, aos 50.

Portanto, entender como utilizar o colágeno no dia a dia pode ser muito importante para você se manter jovem e, sobretudo, com a saúde em dia.

Afinal, não é apenas para manter a pele bonita que o nosso organismo trabalha!

O que é o colágeno?

Em primeiro lugar você precisa do que estamos falando. O colágeno uma substância natural produzida e sintetizada no interior da célula.

Ele possui uma estrutura que é chamada de hélice-tripla. Cada uma dessas “hélices” é formada por uma proteína, sendo elas a glicina, prolina e lisina – extremamente importantes ao organismo.

Há ainda dois aminoácidos importantes nessa composição, a hidroxiprolina e a hidroxilisina, que são relacionadas à vitamina C.

É importante saber ainda que o colágeno está presente em praticamente 75% da sua pele. Ou seja, ele representa mais da metade da pele!

Dessa forma, é possível considerar que tudo associado à pele, incluindo flacidez, rugas, estrias e até mesmo a celulite passam por ele.

O envelhecimento precoce, por exemplo, pode ser tratado com o estímulo à produção de um novo colágeno ou com a sua reposição de outras formas.

Tipos de colágeno

Há três tipos mais importantes que se destacam dessa proteína. Os colágenos 3 e 1 são os mais conhecidos, e se une a eles o tipo 2.

Entretanto, ao total mais 20 tipos presentes no organismo, o que dá uma real dimensão do seu poder ao corpo. Entenda melhor os três primeiros tipos:

Colágeno Tipo 1

Está presente nos tendões, ossos e também na pele, e é o tipo mais comum. Ele é responsável por formar fibras e feixes, dando mais resistência principalmente aos tendões.

Colágeno Tipo 2

Esse tipo não produz feixes, mas está presente nos olhos e na cartilagem, entre outros locais do corpo. Normalmente é indicada a sua suplementação para quem sofre com artrose, um tipo de desgaste do tecido da extremidade do osso.

Colágeno Tipo 3

É encontrado na artéria aorta, pulmões, fígado, útero e até no baço. É abundante no tecido conjuntivo frouxo e age formando as fibras reticulares.

Benefícios do colágeno

Você deve estar se perguntando quais são, afinal, os benefícios dessa proteína. De fato, o colágeno pode fazer diferença não apenas na sua aparência, mas na sua qualidade de vida inteira.

Como você pode ver mais acima, ele atua de diversas formas no corpo, por isso é tão benéfico. Listamos abaixo os seus principais benefícios para você entender melhor a sua importância:

  • Aumenta a hidratação da pele;
  • Dá sustentação à pele;
  • Fortalece os fios de cabelo e unhas;
  • Fortalece as articulações;
  • Protege os ossos;
  • Aumenta a sensação de saciedade;
  • Previne úlceras de pressão;
  • Previne as rugas e trata as já existentes;
  • Acelera o processo de cicatrização da pele;
  • Evita inflamações no intestino;
  • Auxilia na desintoxicação do fígado;
  • Aumenta a resistência muscular;
  • Regula os níveis de insulina.

Quando usar o colágeno?

Não é utilizando o colágeno de qualquer forma que você garantirá uma pele perfeita ou articulações livres de problemas. Na verdade, é preciso saber quando o seu corpo precisa da proteína.

Para que você entenda isso, o corpo envia sinais importantes que é preciso ter atenção. O aumento da flacidez da pele é o mais claro deles, mas ainda há outros.

O enfraquecimentos dos fios de cabelo e das unhas também pode ser um sinal importante. Além dele, estrias e celulite, pele desidratada e fina ou ainda um aparente enfraquecimento nas articulações podem ser um recado de falta de colágeno.

Tudo isso é natural, já que o corpo diminui mesmo a produção da substância ao longo dos anos. Contudo, você precisa conhecer outras formas de adquiri-la além do seu organismo para garantir a continuidade dos benefícios dela.

Alimentos ricos em colágeno

Além de obter o colágeno com a produção do próprio organismo, você ainda o encontra em determinados alimentos justamente por ser de origem animal. Confira os melhores produtos onde ele está presente:

  • Ovo;
  • Carne vermelha;
  • Peixe;
  • Aveia;
  • Soja;
  • Beterraba;
  • Gelatina;
  • Feijão;
  • Ervilha;
  • Leite;
  • Alho;
  • Brócolis.

Entretanto, você verá a seguir que há também outras formas de utilizar o colágeno no dia a dia além desses alimentos!

Colágeno hidrolisado: a alternativa suplementar

Para quem sofre com a falta de colágeno no organismo, uma das formas de repor isso além dos alimentos citados acima é através do colágeno hidrolisado. Ele pode ser encontrado de duas formas: em pó ou cápsula.

Esse é o tipo de colágeno que passou por uma quebra na água, conforme o próprio nome sugere (hidro + lise). Das formas de suplementação existentes atualmente, o hidrolisado é o que é melhor absorvido pelo intestino. Ele é composto 90% por proteína, 8% de água e o restante (2%) de sais minerais.

O produto na sua forma hidrolisada ajuda a devolver elasticidade à pele e também aumenta a resistência dos tendões e ligamentos. Em muitos casos ele é indicado para quem sofre com osteoporose, já que fortalece e protege os ossos.

A suplementação através do colágeno hidrolisado pode ser tomada em qualquer horário do dia. Entretanto, são indicadas no máximo 10 g de dose diária. Consumir uma quantidade acima disso pode produzir efeitos colaterais, por isso é importante consultar-se com um nutricionista antes.

Além dos suplementos mais conhecidos, atualmente é possível encontrá-lo em barras de cereais e até mesmo em águas aromatizadas.

Colágeno para emagrecimento

Muito se fala também da atuação do colágeno na perda de peso. Na verdade, o que essa proteína faz é prolongar o período no qual você não sentirá fome. Isso, é claro, é diferente de emagrecer, mas evita que você coma em excesso e sem necessidade.

Quando você bebe o suplemento em pó com água, isso preenche o estômago. Dessa forma, ele fica “cheio” por mais tempo, ou seja, você demora a sentir necessidade de comer novamente por um período maior de tempo.

É isso, portanto, que a substância faz pela sua perda de peso.

Ainda, para quem pratica exercício físico ela é uma ajuda a mais, já que fortalece os músculos. É importante lembrar que apenas consumir colágeno não leva a perder peso.

É preciso aliar isso a uma rotina de alimentação balanceada e atividade física.

Procedimentos estéticos

Você já descobriu que pode utilizar o colágeno de várias formas no dia a dia, desde alimentos até os suplementos em cápsulas.

Para muitas pessoas a verdadeira sensação são os procedimentos estéticos que induzem à formação de um novo colágeno na pele.

A maioria desses procedimentos utiliza o ácido hialurônico, uma substância que também é produzida pelo nosso organismo e se encontra 56% na pele. Ele ajuda a mantê-la lisa, uniforme e bem hidratada, o que é semelhante ao colágeno.

Procedimentos como bioestimuladores, aplicação de ácido poli-L-lático, radiofrequência, laser fracionado, preenchimento com ácido hialurônico, entre outros, são os exemplos mais comuns.

Há ainda métodos como o microagulhamento, que estimula o organismo a produzir mais colágeno para renovar a pele e acabar com manchas, rugas, entre outros sinais.

Todos esses procedimentos podem ser eficazes, mesmo que apenas por um determinado período. Porém, o mais importante é que sejam sempre realizados por profissionais certificados e que garantam a segurança do paciente.

Injetar colágeno na pele, por exemplo, pode ser perigoso, por isso tenha atenção aos métodos que recorre!

Como prevenir a perda do colágeno?

Uma das formas de evitar que a sua pele envelheça precocemente é mudando alguns hábitos importantes. Através deles você evita que o colágeno seja afetado e diminua a sua produção antes do tempo.

As mulheres na menopausa são as maiores prejudicadas, já que o desequilíbrio hormonal é muito afetado pela queda da produção da proteína. Esse é um efeito difícil de ser controlado, mas ao longo da vida há cuidados que você pode tomar:

  • Evitar a exposição excessiva ao sol;
  • Evitar o fumo;
  • Beber 2 litros de água diariamente;
  • Evitar o excesso de bebida alcoólica;
  • Manter uma alimentação equilibrada;
  • Usar protetor solar diariamente.

Essas pequenas mudanças na sua rotina podem garantir uma pele mais jovem, brilhosa e hidratada. Ao contrário disso, você logo sentirá ela envelhecida e um aspecto de cansaço no rosto antes dos 40 anos.

As formas de utilizar o colágeno no dia a dia podem ser diversas, como você acaba de observar. Através da alimentação ou da suplementação, há como prevenir-se da falta da proteína que sustenta a sua pele.

Ignorar que é importante mantê-la sempre ativa no organismo não é apenas uma questão de estética, mas de saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os direitos reservados O Colágeno - 2019. Proibida a reprodução de qualquer conteúdo contido no site O Colágeno sem expressa autorização prévia. Site desenvolvido por WEBK Marketing Digital e Consultoria SEO.

heartrefresh